São Bernardo, * *

COLÔNIA DE FÉRIAS

SP e RJ se unem para dar um basta na retirada de direitos e exigir Lula livre

Em plenária interestadual, sindicalistas definem ações de luta para os dias 10 e 15 de agosto

Por: Administrador - Publicação: 23/07/2018
 JORDANA MERCADO/CUT SÃO PAULO

JORDANA MERCADO/CUT SÃO PAULO
Imprimir Enviar para um amigo Twitter A+ A-

Fonte: CUT Brasil 

 

Sindicalistas da CUT de São Paulo e do Rio de Janeiro reafirmaram nesta sexta-feira (20) a disposição de parar no Dia Nacional do Basta, em 10 de agosto. Reunidos em plenária interestadual na quadra dos bancários, no centro da capital paulista, eles aprovaram também a ida a Brasília no dia 15 de agosto, quando será registrada a candidatura de Lula à Presidência.

Além das paralisações nos locais de trabalho pelo Brasil, as entidades sindicais preparam atos políticos nas capitais. Em São Paulo, haverá protesto na Avenida Paulista, às 10h, em frente ao prédio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). No Rio, local e horário serão definidos após encontro entre entidades sindicais cariocas na próxima terça-feira (24). Na plenária, também foi lançada a Plataforma da CUT para as eleições 2018.

Esta é a quinta plenária organizada pela Central no país, o que demonstra, segundo o presidente da CUT, Vagner Freitas, a capacidade de o movimento sindical se organizar e resistir diante da atual conjuntura de retirada de direitos sociais e trabalhistas. Para o dirigente, o povo brasileiro é quem pode dar um basta nesta situação nas ruas e nas urnas em outubro, elegendo Lula, o candidato mais preparado e comprometido com as pautas da classe trabalhadora, a começar pela revogação das medidas do governo golpista e ilegítimo de Michel Temer (MDB-SP).

“Lula é o único que tem capacidade de interromper a reforma trabalhista e outras medidas com um referendo revogatório para voltarmos a ter os direitos, ter a nossa carteira assinada novamente. Ele não permitirá que vendam a nossa água, a nossa terra e interfiram na soberania nacional”, afirma Vagner Freitas.

A teimosia da luta é o maior exemplo de Lula aos brasileiros e brasileiras, registrou a presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, destacando que, se os golpistas não tivessem medo de Lula e de sua capacidade de luta e resistência, não manteriam ele preso em Curitiba.

“Eles têm medo e horror do Lula. Eles acham que preso ele não será candidato. Ledo engano. Lula tem a confiança do povo brasileiro porque foi o melhor presidente que este país já teve. No dia 15, ao registrarmos a sua candidatura, diremos que não reconhecemos a decisão da Justiça até aqui”, disse Gleisi.

Agência de notícias da  FEM-CUT/SP
imprensa@fem.org.br

Jornalista responsável: Marina Selerges

Siga-nos: www.twitter.com/femcut
Facebook: www.facebook.com/fem.cutsp

 


Federação dos Sindicatos de Metalúrgicos da CUT/SP (FEM-CUT/SP)
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - São Bernardo do Campo-SP
CEP - 09726150
Contato + 55 11 4122-7714


Hoje: Visitantes / Acessos