São Bernardo, * *

COLÔNIA DE FÉRIAS

PT transforma Curitiba em sede simbólica e reafirma Lula candidato

Executiva nacional do partido vai funcionar provisoriamente na capital paranaense para defender a liberdade do ex-presidente Lula e seu direito de participar das eleições

Por: Administrador - Publicação: 10/04/2018
Executiva do PT reunida em Curitiba defende candidatura Lula

Executiva do PT reunida em Curitiba defende candidatura Lula "sob qualquer circunstância" (Ricardo Stuckert/IL)
Imprimir Enviar para um amigo Twitter A+ A-

DW Brasil – O PT decidiu nesta segunda-feira (9) transferir em caráter provisório a sua sede nacional para Curitiba, onde o ex-presidente Luiz Inacio Lula da Silva está preso desde o último sábado. A decisão foi tomada em reunião dos membros da executiva nacional do partido, entre eles os líderes na Câmara dos Deputados, Paulo Pimenta (RS), e no Senado, Lindbergh Farias (RJ).

Segundo a presidenta nacional do PT, a senadora Gleisi Hoffmann (PR), não se trata de uma mudança física da sede, que fica em São Paulo, mas de uma transferência temporária dos membros da comissão executiva nacional para a capital paranaense. "Nós vamos transferir não a sede física, mas a direção política do PT para Curitiba", disse Hoffmann, que já tinha a cidade, que é sua base eleitoral, como domicílio.

No encontro, Gleisi afirmou mais uma vez que Lula continua sendo o candidato do PT à Presidência. "Ele é o nosso candidato sob qualquer circunstância. Aliás, entendemos que a liberdade de Lula é a candidatura efetiva à Presidência. Portanto, vamos lutar muito pela candidatura do Lula", disse a senadora.

Hoffmann também afirmou que um grupo de governadores está planejando ir à capital do Paraná para prestar solidariedade ao ex-presidente. "Temos a confirmação dos governadores de que eles vêm para cá, vão até a Polícia Federal, e nós estamos vendo a possibilidade de visitarem o presidente Lula", disse.

Ao longo desta segunda-feira, apoiadores do ex-presidente participaram de uma vigília nos arredores da sede da superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba.

Segundo os organizadores, militantes vão permanecer na área até que Lula seja solto. O dia transcorreu de maneira calma na região, em contraste com os incidentes que ocorreram no sábado, dia da chegada de Lula ao prédio, quando nove pessoas ficaram feridas em confrontos com policiais. 

Segundo o advogado Cristiano Zanin, o ex-presidente tem passado o tempo na prisão lendo. Ele também contou que Lula celebrou o título do seu time, o Corinthians, que venceu o campeonato paulista no domingo.

Agência de notícias da  FEM-CUT/SP
imprensa@fem.org.br

Jornalista responsável: Marina Selerges

Siga-nos: www.twitter.com/femcut
Facebook: www.facebook.com/fem.cutsp

 


Federação dos Sindicatos de Metalúrgicos da CUT/SP (FEM-CUT/SP)
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - São Bernardo do Campo-SP
CEP - 09726150
Contato + 55 11 4122-7714


Hoje: Visitantes / Acessos