São Bernardo, * *

COLÔNIA DE FÉRIAS

Pinda: Categoria também critica falta de pagamento da PLR por três anos e a divisão que existe entre horistas e mensalistas

A categoria reprovou em assembleia nessa terça-feira, dia 3, o valor de R$ 1.300 proposto pela empresa e aprovou a entrega de um comunicado de greve.

Por: Administrador - Publicação: 04/10/2017
Assembleia com os trabalhadores do turno da noite e da manhã – Confab Tubos / Tenaris Coating. Foto: Guilherme Moura

Assembleia com os trabalhadores do turno da noite e da manhã – Confab Tubos / Tenaris Coating. Foto: Guilherme Moura
Imprimir Enviar para um amigo Twitter A+ A-

Fonte: SIndicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba 

Os trabalhadores da Tenaris Confab, de Pindamonhangaba, ameaçam entrar em greve pela reivindicação de um abono salarial.

A categoria reprovou em assembleia nessa terça-feira, dia 3, o valor de R$ 1.300 proposto pela empresa e aprovou a entrega de um comunicado de greve.

Na Confab há um acordo de dois anos firmado na Campanha Salarial do ano passado. Ele garante o reajuste da inflação, que no período foi de 1,73%, e a renovação dos direitos estipulados na Convenção Coletiva de Trabalho.

Segundo o secretário geral do Sindicato dos Metalúrgicos, Luciano da Silva – Tremembé, a entidade está seguindo o que foi discutido com a empresa.

“A negociação é ampla. É positivo o fato de já termos a convenção coletiva garantida, mas por outro lado, estamos há três anos sem PLR e com um índice de reajuste baixíssimo. A produção está alta e a previsão é boa. Esse abono é uma medida alternativa para que os horistas, que são a maioria, não fiquem prejudicados, pois os mensalistas já recebem um prêmio anual. Essa divisão que a fábrica criou tinha que acabar. Não é justo”, disse.

 

Ainda segundo o sindicato, a questão foi amplamente discutida com a categoria. “Nos dois turnos a grande maioria dos trabalhadores decidiu não aceitar essa proposta e ameaçar greve. O sindicato está aqui pra representar os trabalhadores e lutar pelas suas reivindicações”, disse Luciano – Tremembé.

Os trabalhadores que ameaçam entrar em greve são da unidade Tubos, no bairro Cidade Nova. Mas a negociação vale para trabalhadores horistas das duas plantas da Tenaris, em Pinda. Eles somam 950 funcionários, são maioria. O grupo menor, de mensalistas, já recebe outras bonificações da empresa.

Agência de notícias da  FEM-CUT/SP
imprensa@fem.org.br

Jornalista responsável: Marina Selerges

Siga-nos: www.twitter.com/femcut
Facebook: www.facebook.com/fem.cutsp

 


Federação dos Sindicatos de Metalúrgicos da CUT/SP (FEM-CUT/SP)
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - São Bernardo do Campo-SP
CEP - 09726150
Contato + 55 11 4122-7714


Hoje: Visitantes / Acessos