São Bernardo, * *

COLÔNIA DE FÉRIAS

FEM luta por Plano de Carreira Especial para o jovem metalúrgico

Confira na Coluna Você Sabia, a opinião da Secretária da Juventude, Gláucia Santos

Publicação: 27/07/2015 às 20:22 Atualização: 27/07/2015 às 20:37
Gláucia Letícia dos Santos, Secretária da Juventude da FEM -foto: Nayara Striani/Mídia Consulte

Gláucia Letícia dos Santos, Secretária da Juventude da FEM -foto: Nayara Striani/Mídia Consulte
Imprimir Enviar para um amigo Twitter A+ A-

Você sabia que a FEM-CUT/SP está apresentando na pauta de reivindicações da Campanha Salarial uma nova cláusula que propõe um Plano de Carreira Especial para estimular o jovem a se aprimorar profissionalmente e construir uma carreira na fábrica onde trabalha?

Essa importante reivindicação surgiu do Coletivo de Juventude da FEM, liderado pela companheira Gláucia Letícia dos Santos (foto), trabalhadora na Volkswagen em Taubaté, diretora do Sindicato dos Metalúrgicos e Secretária da Juventude da Federação.

Hoje, em decorrência da falta de um plano de carreira especial para o jovem, ele acaba se desestimulado, porque não tem perspectiva de crescimento profissional na empresa.

A reivindicação da FEM valoriza os jovens trabalhadores metalúrgicos, na faixa etária entre 18 a 30 anos.  A proposta é criar um quadro de carreira especial para esses empregados jovens, com uma  promoção de cargo e salário.

Do total de 200 mil metalúrgicos em Campanha Salarial na base da FEM no Estado de São Paulo, 65% têm idade de  18 a 39 anos. Os dados são da Subseção do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) na Federação.

“Precisamos resgatar a identidade metalúrgica. Se o jovem tiver uma perspectiva de opção, ele terá estímulo para permanecer na empresa. Todos ganharão: os empresários, os jovens metalúrgicos e a indústria”, conta Gláucia.

A sindicalista reforça que o jovem é o presente e o futuro de qualquer nação. “Por isso, a FEM insistirá neste tema nas mesas de negociação com as bancadas patronais. Essa reivindicação é necessária e oportuna”, finaliza a sindicalista. 


Viviane Barbosa com a colaboração do assessor jurídico da FEM, do Dr. Raimundo Oliveira

Agência de notícias da  FEM-CUT/SP
imprensa@fem.org.br

Jornalista responsável: Marina Selerges

Siga-nos: www.twitter.com/femcut
Facebook: www.facebook.com/fem.cutsp

 


Federação dos Sindicatos de Metalúrgicos da CUT/SP (FEM-CUT/SP)
Av. Antártico, 480 - Jardim do Mar - São Bernardo do Campo-SP
CEP - 09726150
Contato + 55 11 4122-7714


Hoje: Visitantes / Acessos